LiveZilla Live Help

DICAS

Cuidado antes de viajar!

  • A perda ou extravio de seu passaporte (ou carteira de identidade) é fato grave e pode trazer aborrecimentos, além da perda de tempo. Previna-se, guardando-o "cuidadosamente". Não ande com ele no bolso ou na bolsa (exceto durante os vôos). Antes de iniciar a viagem, tire uma ou duas fotocópias das páginas 1,2 e 3 e da página em que consta o visto consular (se for o caso). Deixe seu passaporte original no cofre do hotel ou em outro local seguro e ande com a cópia. Em caso de extravio, comunique imediatamente as autoridades locais, para que sejam tomadas as providências devidas e comunique também o consulado ou embaixada brasileira mais próxima.

  • VIAGENS NO BRASIL O RG

    (cédula de identidade) é necessário para viagens aéreas em território brasileiro. Além do RG, o ministério da Aeronáutica também aceita outros documentos de identificação oficiais equivalentes à cédula de identidade.

    VIAGENS NO EXTERIOR

    Para menores de 12 anos é necessária autorização de ambos os pais. Se o menor viajar em companhia de apenas um dos pais, a autorização do outro é obrigatória. Quando desacompanhado, o menor deverá ser mantido sob a guarda da companhia aérea, tanto em terra quanto a bordo. Maiores de 12 anos e menores de 18 anos devem apresentar autorização judicial para viajar desacompanhados, um documento dispensável quando o passageiro está acompanhado de um dos pais com autorização do outro. As autorizações, obtidas em postos da Vara da Infância, devem ser apresentadas em vias originais e com firma reconhecida em cartório. O telefone da Vara da Infância para autorização de viagens internacionais é (11) 3242 0400 (ramal 1452)

    PARA VIAGENS NOS PAÍSES DO CONE SUL

    O RG é válido para ingresso na Argentina, Chile, Paraguai e Uruguai, mas quem quiser comprar no free shop dos aeroportos destes países deverá apresentar o passaporte.

    DOCUMENTAÇÃO PARA MENORES (VIAGENS NO BRASIL)

    Menores que ainda não completaram 12 anos necessitam de autorização para viajar sozinhos. A autorização pode ser obtida nos postos da Vara da Infância em aeroportos e rodoviários, mediante solicitação de um dos pais, avós, tios ou irmão maior de 21 anos. Os menores que já completaram 12 anos não precisam de autorização para viajar desacompanhados. O telefone da Vara da Infância para autorização de viagens nacionais é (11) 3242 0400 (ramal 1452).

    PARA OUTROS PAÍSES DA AMÉRICA DO SUL

    O passaporte é documento obrigatório para viagens aos países da América do Sul, com exceção da Argentina, Paraguai, Chile e Uruguai. Somente a Guiana exige visto para brasileiros. Apenas em viagens para o Peru é obrigatória a Vacina de Febre Amarela.

  • 1 - Reportar imediatamente o ocorrido no Posto Policial mais próximo;

  • 2 - De posse do documento de "ocorrência", dirija-se ao Consulado ou Embaixada do Brasil para solicitar ajuda e providências;

  • 3 - Se houver também perda ou roubo de travellers cheques, dirija-se a uma agência bancária ou representante para solicitar cancelamento e restituição. Por isso a importância de ter a relação e o controle dos cheques emitidos.

  • BAGAGEM DE MÃO

    Em vôos domésticos, é permitido levar bolsa de mão, maleta ou equipamento com peso máximo de 5 kg e com dimensões de até 115 cm.A bagagem deve caber embaixo do assento ou nos compartimentos das poltronas e não pode incomodar os demais passageiros, nem ameaçar a segurança do vôo.Em viagens internacionais, o limite depende de normas específicas fixadas por convênios. A companhia aérea não se responsabiliza por danos em bagagens de mão ou objetos de uso pessoal.Apenas o faz quando ficar provado que foi causado por algum funcionário da empresa. O passageiro também pode levar: manta, guarda-chuva,bengala,alimentação infantil para consumo durante a viagem e uma cesta ou equivalente para transporte de criança de colo. Objetos como jóias, documentos negociáveis, ações, dinheiro, notebook, máquina fotográfica, filmadora, telefone celular( sempre desligado) e outros bens de valor só podem ser transportados em bagagens de mão.

    EXTRAVIO OU DANO

    Em caso de dano ou sinais de violação de bagagem, o passageiro deve comunicar imediatamente a empresa aérea e preencher o Registro de Irregularidade de Bagagem(RIB). Se houver alguma dúvida ou problema, o viajante pode procurar o Departamento de Aviação Civil ( DAC ), órgão oficial que atende as queixas e reclamações sobre bagagens, por meio das Seções de Aviação Civil(SACs), instalada em cada aeroporto. Antes do embarque, o passageiro tem a opção de declarar os valores atribuídos à sua bagagem.Para isso, é cobrada uma taxa suplementar e a companhia pode pedir uma relação completa dos itens e verificar o conteúdo de mala.Se houver extravio, o viajante receberá o valor declarado e aceito pela empresa.Jóias, pápeis negociáveis e dinheiro não são aceitos na declaração. Quem não fizer declaração de valores tem direito a indenização limitada caso ocorra extravio da bagagem.Em vôos internacionais a companhia paga indenização ao passageiro no valor máximo de US$ 400.Em vôos nacionais, a compensação é feita de acordo com o Código Brasileiro de Aeronáutica.

    VOÔS INTERNACIONAIS

    A franquia varia de acordo com o país de destino.Para os Estados Unidos e África do Sul é possível levar dois volumes, cada um com dimensões ( soma do comprimento, largura e altura )de até 158 cm e com peso máximo de 32 kg.Estas regras não valem para a bagagem de menores de dois anos, que não tem direito à franquia, nem para o transporte de animais de estimação.

    VOÔS NACIONAIS

    O passageiro pode levar 20 kg de bagagem na classe econômica e 30 Kg na executiva ou primeira classe.Nas linhas regionais, o limite é de 10 kg em aviões com até 20 assentos e de 20 kg em aviões com mais assentos. As taxas para excesso de bagagem geralmente correspondem a 1% do valor do bilhete não promocional. Em vôos regionais, a taxa para os aviões de pequeno porte é de 2% do valor da tarifa e para aviões maiores , de 1%.

  • UTILIDADES QUE PODEM AJUDAR MUITO

    Pequeno despertador portátil, pequeno abridor múltiplo de latas e garrafas ( com saca-rolhas ), agulha e linhas nas principais cores, alfinetes, porta moedas, guaiaca ( porta notas ).

    INUTILIDADES QUE SÓ ATRAPALHAM

    Saltos muitos altos e sapatos apertados, ferro elétrico, roupas apertadas, e que amassam facilmente, mais de um ou dois livros, encomendas, binóculos, guarda-chuva gigante, etc.

  • Durante o vôo, permaneça sempre com o cinto de segurança afivelado. mesmo que mais frouxo quando estiver dormindo. Antes de sair do avião, verifique se está com todos os seus pertences.

  • 1 - Passaporte (original e cópias);

  • 2 - Passagens;

  • 3 - Vouchers de hotéis, locadoras e seguro viagem;

  • 4 - Travellers cheques, cartões de crédito, papel moeda (dividir e colocar em locais separados);

  • 5 - Carteira de motorista;

  • 6 - Identificação de Bagagens;

  • 7 - Chaves das malas ou cadeados;

  • 8 - Pedir para alguém dar uma "olhadinha" em sua casa durante a sua ausência;

  • 9 - Deixar com a empregada um telefone de contato em caso de emergência;

  • 10 - Finalmente, contar com imprevisto de um pneu furado ou congestionamento e sair de casa com boa margem de tempo para não ficar angustiado com medo de perder o avião

Cuidado durante sua viagem!

  • Cartões de visita em boa qualidade, etiquetas adesivas já datilografadas com o nome e endereço completo todas pessoas para quem você quer mandar um cartão postal ou um telegrama ( as pessoas que receberem vão sentir um carinho duplo por terem sido lembradas durante a viagem ).


    Baterias para flash e máquina fotográfica ou filmadora e vários filmes de reserva. Não confie na memória, leve uma pequena caderneta com anotações de endereços, nome de ruas, restaurantes, referências de preços de coisas que queira comprar, telefones de contato, etc...

  • IMPORTANTE

    O órgão oficial que atende a queixas, reclamações e sugestões de passageiros é o Departamento de Avíação Civil (DAC), por meio das Seções de Aviação (SACs), instaladas em cada aeroporto

    ATRASO OU INTERRUPÇÃO DE VOÔS

    Interrupção ou atraso de vôo por mais de quatro horas em aeroporto de escala dão ao passageiro o direito de endosso do bilhete - que permite viajar em outra companhia ou devolução imediata do valor pago.Todas as despesas decorrentes do atraso ou da interrupção do vôo devem correr por conta da empresa aérea.O prazo para fazer as reclamações é de dois anos. É necessário apenas provar o atraso, o que é possível com a própria passagem e informações sobre o horário em que o vôo atrasado de fato ocorreu.

    OVERBOOKING

    Ocorre quando é vendido um número de passagens maior que o de lugares disponíveis no avião. A prática acontece porque às vezes passageiros confirmados em um vôo simplesmente não comparecem. Assim, essa venda adicional de passagens compensaria as ausências. Em setembro de 2000, o governo e as companhias aéreas firmaram um acordo para regulamentar as compensações em caso de overboking. A partir de dezembro, os passageiros que ficarem de fora de um vôo com overbooking optam por uma série de benefícios oferecidos pelas companhias. Eles podem escolher entre uma quantia em dinheiro ou serviços da própria empresa, como uma passagem adicional, upgrade para classe superior e pagamento de excesso de bagagem. Em todos os casos, além da compensação, ele continua tendo o direito de embarcar em outro vôo com o mesmo bilhete. O consumidor também terá a garantia de hospedagem, alimentação e transportes pagos pela companhia aérea enquanto não embarca em outro vôo. As empresas, por sua vez, ganham o direito de recomprar lugares nos vôos - acomodando passageiros que precisam embarcar imediatamente e recompensando quem aceita deixar o avião.

    DEFICIENTES VISUAIS

    Deficientes visuais ou auditivos podem levar seus cães auxiliares, sem pagar nenhuma taxa extra, desde que o animal tenha um atestado de saniedade. O cão viaja na cabine de passageiros, no chão da aeronave, preso a uma coleira e com protetor de focinho.

    DEFICIENTES FÍSICOS

    Os portadores de deficiência física têm direito a assistência das companhias aéreas, aeroportos empresas que prestam serviços auxiliares. Eles devem avisar com antecedência quais são suas necessidades e, obrigatoriamente, se precisam de algum cuidado ou atendimento especial. O embarque de portadores de deficiência é feito sempre 20 minutos antes dos demais passageiros. Se necessário, eles podem usar suas próprias cadeiras de rodas para ir até o avião. Os aparelhos utilizados por deficientes físicos são considerados baqagem prioritária e podem ser levados dentro da cabine de passageiros gratuitamente. O portador de deficiência geralmente pode decidir se precisa ou não de acompanhante, cuja presença só é exigida pela empresa quando o passageiro não for auto-suficiente. Neste caso, o acompanhante paga 20% do valor da tarifa.

    PASSAGEIROS COM PROBLEMAS DE SAÚDE

    Pessoas que precisam de atenção especial durante o vôo ou que devem viajar de maca só podem embarcar se estiverem acompanhados por um médico ou enfermeiro. A companhia aérea deve ser avisada com antecedência sobre a necessidade de macas, ambulâncias, cadeiras de rodas e atendimento especial. Em casos de problemas de saúde que possam ser agravados durante o vôo ou de doenças contagiosas, o viajante tem de passar pelo setor médico da companhia, que determinará a viabilidade da viagem.
  • CRIANÇAS E ADOLESCENTES

    Crianças com menos de 2 anos pagam 10% da tarifa normal, mas devem viajar no colo do acompanhante. Passageiros com idade entre 2 e 12 anos incompletos pagam 50% do valor da passagem de adulto, com direito a assento. Em vôos nacionais, menores de 12 anos precisam de autorização judicial quando não estiverem acompanhados pelos pais ou responsáveis.

    A autorização não é exigida se a criança estiver junto de maiores de 21 anos com autorização dos responsáveis ou que sejam parentes próximos - irmãos , tios, avós, e bisavós. Em geral, adolescentes de 12 a 18 anos com carteira de identidade ou certidão de nascimento podem viajar desacompanhados, mas a regra pode variar de acordo com o juizado de menores de cada área. Em viagens internacionais, menores de 18 anos desacompanhados só podem viajar com autorização. Caso o menor esteja com apenas um dos pais, deve ter a autorização do outro. Crianças com menos de 12 anos ficam aos cuidados de funcionários da empresa aérea, tanto a bordo como em terra.

  • COTAÇÕES DE MOEDA

    http://www5.bcb.gov.br/pec/taxas/port/ptaxnpesq.asp?id=txcotacao

    CLIMA

    http://www.climatempo.com.br/

    ALFANDEGA

    http://www.receita.fazenda.gov.br/Aduana/Viajantes/ViajanteChegBrasilSaber.htm

    FUSO HORÁRIO

    http://www.timeticker.com/

    DISTANCIAS INTERNACIONAIS

    http://www.viamichelin.com/viamichelin/gbr/tpl/hme/MaHomePage.htm

    CAMBIO DE CONVERSÕES

    http://www.financeone.com.br/conversores.php?lang=br

  • Leve os próprios medicamentos, já que é difícil comprar remédios sem receita médica no exterior. Faça um seguro saúde, sua garantia em casos de emergência.

    Air show

    Informações sobre o vôo que aparecem nos monitores dos aviões mais novos, com Informações sobre distâncias e duração do vôo.

    All-inclusive

    Hotel com todas as despesas incluídas.

    Bed & breakfast

    Quarto e café da manhã. Local de hospedagem sem outro tipo de serviço ou entretenimento.

    Boarding pass

    Cartão de embarque.

    Business class

    Classe executiva.

    Charter

    Fretamento, ou seja, viagem não comercial (todo os lugares do meio de transporte foram comprados e são comercializados por alguma operadora de turismo).

    Chd

    Criança.

    Check-in

    Verificação de embarque na companhia aérea ou verificação de entrada no hotel.

    Check-out

    Verificação de saída no hotel.

    Detax

    Imposto pago nas suas compras no exterior e que pode ser restituído na sua saída daquele país.

    First

    Primeira classe.

    Free shop

    Loja situada no aeroporto e que está livre de impostos.

    No show

    Não comparecimento em um vôo ou em hotel reservados.

    Overbooking

    Excesso de reservas para um mesmo vôo.

    Pax

    Passageiro.

    Ponto a ponto

    Viagem com saída e chegada na mesma cidade.

    PTA

    Remessa de passagem paga para ser retirada em outro local (Pre-Paid Advice).

    Room service

    Serviço de atendimento de pequenas refeições no quarto do hotel.

    Sightseeing

    Passeio pela cidade normalmente em ônibus panorâmicos, visitando atrativos turísticos.

    Stand by

    Lista de espera de lugares em um vôo.

    Tarifa balcão

    Tarifa plena, utilizada para pessoas que não tem reservas.

    Traslado

    Transporte entre dois locais, normalmente, entre o aeroporto e o hotel.

    Upgrade

    Melhoria de nível de serviço contratado.

    Voucher

    Comprovante de pagamento antecipado de hotel, locação de carro ou de passagem aérea.

  • Evite carregar notas de valores altos, leve um ou mais cartões de crédito internacionais. Travellers cheques são seguros e bem aceitos, mas para trocar é necessária a apresentação do passaporte ou xerox. Nunca transporte todo o dinheiro num só lugar. Troque pequenas quantias no aeroporto para despesas de táxi e gorjetas, só depois procure taxas de câmbio melhores.

  • Leve os próprios medicamentos, já que é difícil comprar remédios sem receita médica no exterior. Faça um seguro saúde, sua garantia em casos de emergência.

Consulte os planos e
compre online.

Consulte os planos e
compre online.

Consulte os planos e
compre online.

Consulte os planos e
compre online.

Consulte os planos e
compre online.

Consulte os planos e
compre online.

Cuba

Cuba passou a exigir seguro viagem dos turistas desde de 01.05.10.

Tratado de Schengen

Exige seguro viagem com cobertura miníma de € 30.000 euros.

Como Comprar

Saiba como comprar o seu seguro viagem!

Empresas